menu

margarida.net

Restaurantes Via Graça e O Nobre, Cockpit Tapas & Gins, LOTR extended, livro Quando Lisboa Tremeu

Calendário de artigos

< Março 2015 >
S T Q Q S S D
voltar ao mês actual
A carregar
            01
02 03 04 05 06 07 08
09 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31          

No domingo passado, como mencionei no post anterior, foi o dia do Celtic Irish no CCB. Só faltava mesmo assistir com uma pint de guinness na mão! Este evento era sobre a história de um pub irlandês, desde os tempos das emigrações. O senhor principal / narrador / dono do bar, falou-nos dos tempos desde a sua avó, até ao filho que iria herdar o bar. Houve canções e muita dança irlandesa, com mudas de roupas para identificarmos como se vestiam antigamente até aos tempos mais modernos. Muito animado e estavamos quase sempre a bater palmas. Colocaram, e muito bem, uns sonhos pelo meio para podermos assistir a umas danças mais calminhas e muito bonitas. Aquilo é que é mexer os pézinhos e as perninhas! Que rapidez! Uma bela experiência!

Restaurante Via Graça

Com o início do restaurant week, a primeira visita foi ao restaurante Via Graça que nunca tinha ouvido falar nem nunca tinha ido para aquele lado na Graça. A zona tem uma vista enorme por Lisboa, com o Cristo Rei e a ponte 25 de abril ao longe.

P2260087

Vê-se também o Castelo do lado esquerdo.

P2270112

Dentro do restaurante, as mesas estão todas perto da janela mas quando chegámos já estavam todas cheias e o empregado ia à frente a conduzir-nos pelo corredor fora e começámos a descer umas escadas e pensei que nos ia matar lolol mas afinal não! O edifício tem mais um piso inferior muito semelhante ao de cima, com mais mesas ao longo do corredor, sempre junto das janelas. No final da sala tem mais algumas mesas um pouco mais afastadas das janelas que não encheram e nós ficámos entre as mesas à janela e as mesas mais afastadas. No meio é onde está a virtude, eheh. No entanto, ficámos lá tanto tempo a conversar que quando reparámos, não havia mais ninguém no piso e pensámos que o restaurante já estivesse a fechar. No de cima ainda estava muita gente e algum ruído, comparando com a diferença do piso inferior vazio.

Quanto à comida, ao mostrarem a ementa do restaurant week, diziam que o flute de espumante e as entradas seriam à parte mas quis the whole experience e o espumante era bem bom e eu nem costumo gostar de espumante! A manteiga com ervas, a pasta de atum e a pasta de sapateira (não sei se é bem isso), eram óptimas!

Crocante de chèvre com areia de frutos secos e explosões de doce de abóbora.

No menu propriamente dito, a entrada era Crocante de chèvre com areia de frutos secos e explosões de doce de abóbora, uma combinação muito agradável e cujas bolinhas de doce de abóbora parecia tomate cherry mas depois a comer, era bem docinho, que surpresa. Pedimos o prato de peixe para um e o prato de carne para outro para podermos provar ambos e andámos a rodar os pratos lol. O prato de peixe era Cherne braseado, molho vouleté de camarão e natas quentes de espinafres e tinha um cheirinho a marisco mesmo bom! Uma delicia!

Cherne braseado, molho vouleté de camarão e natas quentes de espinafres.

O prato de carne era Versão da Via Graça de veado em baixa temperatura com couscous e redanhos crocantes e era mais robusto e pesado mas também delicioso. Não combinava com o nosso truque de trocar pratos e provar ambos, porque o prato de peixe não combinava com o de carne mas isolando esse pequeno facto, o prato de carne parecia-me gostoso também. No entanto, preferimos ambos o prato de peixe.

Versão da Via Graça de veado em baixa temperatura com couscous e redanhos crocantes.

Chegada a sobremesa, tinhamos Cheesecake de limoncello com crumble de lima e gelado de caipirinha e tirando sempre um pouco do gelado para juntar à garfada de cheesecake ficava tudo melhor, mais fresquinho.

Cheesecake de limoncello com crumble de lima e gelado de caipirinha

Achei o interior do restaurante muito bem idealizado por dar toda a importância na vista que tem. Dois pisos cheios de janelas panorâmicas e a estrutura das mesas todas ao longo das janelas. A comida deliciosa, com sabores que combinavam muito bem, proporcionou um momento muito muito bom!

Cockpit Tapas & Gins

O dia seguinte, foi para ver como era o restaurante O Nobre, pela conhecida chef Justa Nobre! Ela tem um restaurante no Estoril mas já tinha passado a pé pelo do Campo Pequeno e fiquei com curiosidade! Esta foi a oportunidade de lá ir, pois sem restaurant week ficaria muito caro!

No entanto, como só consegui reservar para as 21h45 (bem tardinho), ali na zona havia um sitio que tinha curiosidade de entrar para uma cervejinha. O Cockpit Tapas & Gins. Já lá tinha estado fora e passado algumas vezes nessa rua mas sem nunca lá ter entrado e sempre a ver o quão popular é, pois está sempre cheio! Têm uma esplanada na rua e agora no inverno colocaram uma cobertura. O interior é espantoso! É tão pequeno mas tão pequeno e no entanto tem 3 pisos! whaaaa....! Quando entramos tem dois banquinhos onde iamos ficar, já que era só para beber algo mas depois vimos que faltava buééé para o restaurante e havia mesas no piso superior, apesar de algumas estarem reservadas (é bom saber que dá para reservar!). Portanto, parece-me que no interior, só dá para reservar para um máximo de 8 lugares. Fomos para lá e é tão acolhedor e cheio de decoração antiga. Está-se mesmo bem ali. E mais... tem um piso inferior onde estão a preparar os petiscos e as bebidas e tem lá mais uns banquinhos, tipo pub. Ou seja, só dá para andar um empregado a servir, de um lado para o outro, a subir e descer escadinhas e estando no primeiro piso, consegue alcançar guardanapos do r/c, eheh.

Cockpit Tapas & Gins

Cockpit Tapas & Gins

Recomendo uma visita ao interior do restaurante, pois ficando pela esplanada é fácil não reparar nestes pisos e apreciar o interior.

Ora, meia pint de guinness e um queijo camembert derretido para colocar em tostinhas, delicia! O restaurante é composto por petiscos destes e cervejas estrangeiras e é conhecido especialmente pela carta de gins, imensos.

Cockpit Tapas & Gins

De seguida, siga de pub para fancy restaurant!

O Nobre, Spazio Buondi

Somos servidos com uma sopa de santola, excelentíssima! Um sabor tão bom, tão bom! Apesar da minha mãe fazer uma assim tão óptima, quanto essa, na passagem de ano, mas valeu a pena, provar essa também e, neste caso, a tigela da sopa, é mesmo uma santola, que diferente!

Sopa de Santola Sopa de Santola

Pedi o prato de peixe: Mil-folhas de bacalhau com sapateira e esmagado de batata doce e a minha excelente companhia pediu o prato de carne: Coxa de pato com mostarda e champagne com arroz de frutos secos mas o prato de peixe parece-me que era muito melhor para os nossos gostos, mais diferente e saboroso.

Mil-folhas de bacalhau com sapateira e esmagado de batata doce Coxa de pato com mostarda e champagne com arroz de frutos secos

Para sobremesa pedi Tarte de castanhas e avelãs com gelado de tâmaras que pareceu também muito melhor decisão do que a Salada de frutas com gelado de iogurte que era mais normalzita.

Tarte de castanhas e avelãs com gelado de tâmaras Salada de frutas com gelado de iogurte

Overall, os pratos muito saborosos. O ambiente é familiar mas aberto e luminoso, dá para grupos grandes e o staff é educado. Gostei muito da experiência ;)

LOTR extended

O fim-de-semana já foi mais calminho, a recuperar uma constipação e a ver, a versão extended do Senhor dos Anéis, que nunca tive o prazer de ver! São 30 minutos a mais da Irmandade do Anel, 43 minutos das Duas Torres e 50 minutos do Regresso do Rei! Ainda só vi o primeiro e segundo filmes, o terceiro vai ficar para mais tarde mas gostei muito dos extras que vi, alguns até faziam falta para o assunto ficar mais composto mas pronto, ficariam filmes mesmo muito grandes no cinema. As caixa e capas dos DVDs são tão engraçadinhas também! Que excelente! A minha versão bluray normal, não é assim tão fancy!

E será que vão fazer alguma edição especial e extended do Senhor dos Anéis com o Hobbit?

Tirei umas fotinhas ao Senhor dos Anéis extended, já que os irei devolver :P

LOTR extended LOTR extended

LOTR extended

LOTR extended LOTR extended LOTR extended

LOTR extended LOTR extended LOTR extended

Esta semana que passou, um colega do trabalho emprestou-me um livro, o meu primeiro romance histórico! Acho que nunca li mesmo nenhum livro do género :o mas em conversa fiquei com curiosidade se iria gostar porque pelos vistos, um romance histórico pode misturar factos reais com um romancezinho para apimentar a coisa, o que dessa forma, não parece algo tão enfadonho!

Emprestaram-me o livro Quando Lisboa Tremeu de Domingos Amaral e lê-se muita bem! Ainda não cheguei a meio do livro mas estou a gostar bastante, nada aborrecido, refere sempre vários locais de Lisboa e a personagem principal é um mistério, quem será?! Parece importante!

Livro "Quando Lisboa Tremeu" de Domingos Amaral Livro "Quando Lisboa Tremeu" de Domingos Amaral

E, estamos no mês de Março, o mês que o Temaki nasceu! Não sei em que dia concretamente mas faz 3 anos! Já estou com ele há cerca de 2 anos e meio quase. Parabéns Temaki! :D

Temaki

Comentários