Mini-férias do 25 de Abril e Isla Mágica

Calendário de artigos

< Maio 2013 >
S T Q Q S S D
voltar ao mês actual
A carregar
    01 02 03 04 05
06 07 08 09 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Eu bem que queria já ter falado nas mini-férias do feriado de 25 de Abril mas ultimamente isto tem estado complicado de tempo.

Já há algum tempo que queria ir à Isla Mágica pois gosto muito de andar em montanhas russas ou outras coisas semelhantes e entusiasmantes (mas seguras!) e não temos assim grande coisa por perto na zona da grande Lisboa.
Já tinha ido à Disneyland Paris há uns anos, o que foi muito giro mas estava uma confusão do caraças, pois era época alta, e foi uma perda de tempo nas filas, apesar de ter valido a pena andar na maioria das infraestruturas.

Então foi este ano, finalmente, que deu para organizar com a maltinha, que também queria muito ir, e aproveitámos para colocar férias no dia 26 para fazer um passeio no sul de Portugal antes de nos deslocarmos à Isla Mágica no sábado cedinho.
Ainda tivemos a sorte de terem lançado uns vouchers quase a metade do preço uns dias antes da nossa ida, então poupámos ainda mais!

isla magica - group photo

Estas mini-férias deram imenso jeito para descontrair, divertir e tirar muitas fotinhas como eu gosto!

O mapa dos vários dias foi qualquer coisa assim:

Mini-férias

Minas de São Domingos

No primeiro dia visitámos as Minas de São Domingos, em Mértola, uma área enorme deserta dedicada à exploração mineral. Tem uma lagoa ácida onde se consegue notar as margens completamente vermelhas devido à contaminação dos minerais na água. Nunca tinha visto algo assim!

Mina de São Domingos #1 Mina de São Domingos #3 Mina de São Domingos #5 Mina de São Domingos #6 Mina de São Domingos #7 Mina de São Domingos #16 Mina de São Domingos #17 Mina de São Domingos #21
Mina de São Domingos #18

Mina de São Domingos #2 Mina de São Domingos #12 Mina de São Domingos #14

Praia da Albufeira da Tapada Grande

Não muito longe temos a Praia da Albufeira da Tapada Grande. É um sítio cheio de autocaravanas mas eles sabem escolher porque é um local muito bonito. Tem um cafézinho muito bem situado ao pé da praia.

Praia da Albufeira da Tapada Grande #1 Praia da Albufeira da Tapada Grande #2 Praia da Albufeira da Tapada Grande #5
Praia da Albufeira da Tapada Grande #4
Praia da Albufeira da Tapada Grande #3

Vicentes

Mais a sul, temos Vicentes, onde conheci dois cavalos muito simpáticos, ainda os alimentámos um bocadinho de ervinhas que lá estavam e eles já as tinham devorado quase todas. E havia um campo muito bonito que, com a pontaria de ir na altura do pôr do sol, foi um passeio que gostei bastante.

Cavalinho! Vicentes #3 Vicentes #4 Vicentes #7 Vicentes #8 Vicentes #13

Vicentes #5 Vicentes #6 Vicentes #10 Vicentes #11

Alcoutim

Em Alcoutim estavamos tão perto de Espanha! Mas ainda separados pelo rio Guadiana. É uma vila com um pequeno porto de barcos onde estava um pastor alemão pequenino, muito engraçado. Subimos até ao Castelo e a entrada paga-se 2,50€, no entanto a senhora depois informou-nos que o bilhete permite visitar outros sitios em Alcoutim.

Alcoutim #2 - vista para Espanha Alcoutim #9 Alcoutim #8

Alcoutim #1 Alcoutim #7 Alcoutim #6 Alcoutim #13 Alcoutim #19

Vila Real de Santo António

Passámos pela praia mas estava muito vento, jogámos um pouco às cartas com o guarda sol a resguardar-nos e seguimos para Vila Real de Santo António, passear e fazer tempo para jantar pela zona.

Praia #3 Praia #6 Vila Real de Santo António #1 Vila Real de Santo António #2

Monte Gordo

Visitámos o Casino de Monte Gordo que é bem pequenino mas ainda tinha bastantes jogadores, pessoal a jogar em duas mesas ao mesmo tempo, coisas interessantes. Não jogámos :P
Depois cafézito (chocolate quente para mim, om nom nom) e descanso que o dia seguinte seria o grande dia!

Isla Mágica

No sábado era altura de nos pormos a caminho de um longo dia de diversão, com paragem nas bombas de combustível mais perto da fronteira (lado de Espanha claro) e às 11:00 e picos, começava a aventura!

Apanhámos um dia ameno, estava sol mas às vezes ficava um pouco encoberto mas nada de especial. Não esteve nenhum calor infernal mas quase toda a nossa estadia na Isla Mágica foi com um solzinho quentinho razoável.

O facto de já termos vouchers, evitámos a fila inicial e foi só entregar os bilhetes mais à frente. Estavam algumas pessoas mas não estava propriamente cheio. Ainda esperámos um pouco em filas mas nada de especial, talvez uns 5 minutos no máximo, outras vezes era sempre a andar. Só houve uma vez, antes de almoço, que esperámos 15 minutos pois ia começar uma experiência digital e essas são mesmo de x em x tempo.

Isla Mágica #14 Isla Mágica #23 Isla Mágica #20 Isla Mágica #21

Existem algumas actividades dentro da Isla Mágica que se têm de pagar, como a casa assombrada e os karts. Se quiserem andar, por cima de água, dentro de uma bolha grande, a cair e rolar, também tem de se pagar mas esse era capaz de ser engraçado experimentar (LargoBola).

Este parque de diversões é muito mais virado para as actividades com água, então muitas vezes saímos encharcados de lá mas muito contentes. Não se encontra aberto todo o ano, é mais frequente na época de verão e, por isso, convém consultar o calendário!

Isla Mágica #6

Atracções

Começámos por experimentar a atracção: Los Bucaneros, que é de baixa intensidade e é giro para ir em grupos, em barcos pequenos e atirar água aos outros barcos. É giro e tal mas para quem já vai à procura de emoções fortes, este é mais soft, para o relax. Existem, tanto perto desta atracção como, pelo menos, ao pé de outra que também é um barco, uns atiradores de água do lado do passeio, onde as pessoas circulam mas é preciso colocar uma moedinha e assim dá para atirar às pessoas que estão dentro das atracções. A ideia é engraçada.

A partir daqui já não sei muito bem a ordem do que andámos mas aqui fica a descrição e experiência nestas coisas muito giras:

O Ciklón é uma pataforma que para além de andar de um lado para o outro em forma de U, é em círculo e gira à volta. Quando nos aproximámos desta, pensei que fosse fixolas e tal mas afinal é muita forte! Foi excelente :D

Isla Mágica #5

O único pequenino problema neste Ciklón é que nos sentámos num banco ao contrário e atrás não temos encosto mas antes de iniciar, sobe uma cena metálica para nos prender à parte da frente e não sei se aquilo está bem regulado mas começa a subir devagarinho e depois PAH! e digamos que fiquei com nódoa negra... mas vale a pena o raio da nódoa! :P

A Anaconda foi um dos favoritos do pessoal. É um caminho em água, num barco para 3 pessoas, apesar de caber até 6 mas em princípio só devem encher até 4 ou 5. Tem 3 subidas e 3 descidas e cada uma é mais alta que a outra. Esta não é uma das minhas favoritas porque não gosto de esperar nas súbidas, é lento... não é muitoooo lento mas para ser favorito tinha de ser mesmo altamente sempre! lol no entanto, apesar de indicarem no site que é de média intensidade, a vertigem é grande em qualquer das descidas. Muitos berrinhos e muito divertido!

O El Tren de Potosí é uma montanha russa familiar e este só passámos mais à tarde, pois acho que passámos por ele e não reparámos e tivemos de consultar o mapa. É softzinho, de baixa intensidade mas até é engraçadinho e apanha-se vento na cara. É um comboiozinho ainda para muita gente, não envolve água e ainda tem uma pequena descida mais rápida que causa um bocadinhoooo muito pequenino de vertigem e não é lento sequer! Por isso é giro mas é só para experimentar uma vez e deixar margem para repetir todos os que são altamente!

Andámos duas vezes (não sequenciais...) no Navio Barbarroja Não considero de alta intensidade como o site indica, acho que ficaria bem classificado com média intensidade mas é mais um muito bom também. Acho que não e recomendável a andar depois de almoço que houve pessoal a ficar um bocadinho mal disposto e ou foi deste ou do La Travesía, que é um barco maior, a imitar um barco normal de passeio e damos uma volta pelo rio da Isla Mágica para relaxar e ver o parque. Como há pessoas que enjoam em barcos, apesar daqui não haver ondas, pode ter sido a razão de algumas pessoas terem-se sentido um pouco enjoadas.

Umas voltinhas no Los Toneles, que considero de baixa intensidade em vez da média dada no site. Este se calhar também pode fazer enjoar depois de almoço... não sei, nunca enjoei ali mas foi giro andar às voltinhas e mais voltinhas, a fingir que estamos todos bebados.

Apesar de ser de baixa intensidade, o Capitám Balas é muita giro! A caminho desta atracção não ia muito entusiasmada, só naquela de ir ver como é mas saí muita contente! Foi como se tivesse estado a jogar Unreal Tournament ao vivo... mas sentada... lol tinhamos uma arma e tinhamos que disparar para os alvos. Ainda fiz 700 pontos! Fiquei em segundo lugar do pessoal do grupo, eheh. Mas não havia classificações para os grupos. Basicamente cada pessoa tem a arma no lado direito de onde está sentada e do lado esquerdo tem o ecran com a pontuação. Sacas da arma e andamos numa plataforma num sitio escuro e tem lá bonecos e coisas que se mexem depois de lhes acertar. Fiquei com as calças molhadas duas vezes por ter acertado em dois alvos diferentes, fui tramada! Mas não me importava de ter andado mais vezes neste, apenas não me lembrei mais dele com tantos outros excitantes para experimentar e repetir, lol

Temos as experiências digitais, o Dimensión 4 e o Cinemoción. O primeiro é uma sala de cinema com bancos normais... ou quase normais e vemos um filme de animação em espanhol, os bancos mexem um pouco para a frente ou para trás e sai um vapor ou semelhante da parte de trás para o pescoço, isto tudo de acordo com o que acontece no filme, é soft e é engraçadinho; o segundo achei mais fixe se por acaso os jogadores de Unreal Tournament (é a minha comparação lol) podessem jogar a isso naquelas cadeiras e o vídeo ser como o que vi, neste caso, é também um vídeo de umas pessoas a andarem numa espécie de skate mas o vídeo estava, não num ecran normal de cinema mas nas paredes à frente e em cima de onde estamos sentados, então engloba-nos um pouco mais mas temos de nos abstrair que está gente ao nosso lado sentadinha também... lol mas achei futurista! :p

Um que achei extremamente giro mas que tinha sempre bastante crianças, é o El Vuelo del Halcón que é um carrocel de baloiços que já tinha visto há muito tempo mas pensei que era uma loucura. Agora, mais crescida, experimentei esta atracção sem medos... até porque não a tinhamos visto em andamento ainda e não sabiamos que ia subir lol mas realmente voamos em baloiços e ainda bem alto e é uma sensação muito boa e relaxante para se fazer com um sorriso na cara.

isla magica

Uma das atracções mais divertidas para se fazer em grupo são os Rápidos del Orinoco porque conseguimos ir os 6 ao mesmo tempo e apesar de não ser de alta intensidade... o site nem a considera de média intensidade lol, é uma experiência muito cómica. Este ainda foi dos que esperámos mais tempo porque não tinham todos os barcos em uso... e depois questionávamos como é que alguns barcos, o pessoal vinha encharcado e depois noutros, estavam completamente secos... a surpresa é que antes de terminar a volta existe uma cascata e passamos por baixo de uma ponte e essa ponte está a deitar muita água mas às vezes desliga-se! Por acaso tivemos sorte e nas duas vezes que andámos, desligou-se sempre no momento que ia passar e pensámos que fosse propositado mas para algumas pessoas chegarem encharcadas, isso não deve ser mesmo exactamente assim. No entanto, a segunda volta que demos já era tardia e deviam mesmo ter desligado porque já não havia muito sol para secar a malta. Mas a cascata lá ao lado não parava e se por acaso o barco calha ir para esse lado, ai isso molhavamo-nos mas não completamente de cima. Mas é divertido. :)

O Iguazú foi uma atracção que repetimos e eu nunca me lembrava como é que ela era porque, basicamente, é uma volta muito rápida que só tem uma grande queda... mas é uma grande queda mesmo! E ficamos todos assim um pouco, a modos que... molhados! :p é vertiginosa e é um barco que leva mais gente por fila e no próprio barco também mas só o facto de ter uma subida chata e apenas uma descida, não me compensa em termos de qualidade/tempo, ehehe. Mas é divertido também! Aqui é quase tudo divertido!

isla magica - group photo

Estando já quase a terminar a análise, faltam só duas das melhores atracções mas devo dizer que me sinto muito triste por não ter andado nos Las Llamas! Não é que um adulto para andar, tem que ir acompanhado de uma criança! Um ultraje! Eu quero andar nas lamas!! lolol :p

O parque tem ainda uma zona central só para crianças, que se chama Fonte da Juventude e ainda andámos na abelha para conhecer o parque de cima lol :p

Finalizando, não foram estas que ficaram para o fim da nossa aventura mas repetimos ambas.

No El Desafío têm mesmo de aumentar o tempo da atracção, porque nem estava grande fila e é muito pouco tempo... mesmo, MUITO POUCO tempo! É de alta intensidade e é excelente. No site diz que é uma queda livre de 68m e temos uma vista espetacular de Espanha ou do lado do parque mas só fazemos umas pequenas 3 quedas, porque só uma delas deve ser do ponto mais elevado. É giro quando chegamos ao topo e aquilo pára e ficamos a contemplar a vista mas depois de contemplar começamos à espera que aquilo caia e depois é: AIAIAIAI! E caímos e é só berrar lol :p mas é algo óptimo para repetir de x em x tempo (e de maior duração sff!)

E esta, uma das minhas favoritas, só andámos duas vezes mas por mim ia lá mais uma terceira! El Jaguar, é uma montanha russa suspensa, vamos com os pézinhos a abanar (não faz confusão, parece que faz quando estamos a olhar para quem lá está mas na realidade não faz diferença) e damos umas voltinhas de 360º. Estamos muito bem sentados e o facto de me sentir segurança é o mais importante para andar nestas coisas malucas. Uma grande adrenalina e estamos bem elevados!

Isla Mágica #9

E cá estamos! Em comparação com a Disneyland Paris, posso dizer que a Isla Mágica tem muito mais diversões vertiginosas e divertidas e é para repetir!

Isla Mágica #24 isla magica - group photo

Comentários