Como é ter filhos sem ter filhos

Calendário de artigos

< Fevereiro 2013 >
S T Q Q S S D
voltar ao mês actual
A carregar
        01 02 03
04 05 06 07 08 09 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28      

Recentemente (já há cerca de um mês e pouco), ando a ter uma grande experiência de responsabilidade e tratamentos diários que não são de modo algum chatos ou inconvenientes. Tem de ser é porque tem de ser! Que é para os meus meninos ficarem curados!

No início de Janeiro adoptei um gatinho preto do Canil Municipal do Seixal (que também tem gatil). O Fuscas andava aborrecido porque nem sempre estou com ele e assim, ele ganha um amigo para estar entretido e é menos um gatinho preto sem dono, que já são bastantes os prejudicados por serem todos pretos, que infelizmente há menos probabilidade de serem adoptados que os outros de outras cores mas eu gostei tanto do Fuscas que achei giro ter mais um parecido com ele!

Fuscas
Fuscas

E assim foi, no início de Janeiro, deu entrada cá em casa, o novo inquilino e futuro super amigo do sr. Fuscas, o Temaki! Em honra dos cones japoneses que eu gosto tanto!

Temaki expressão 1
Temaki

O Fuscas não gostou nada da ideia, ele era o chefe da casa, super mimado, fazia o que queria e chegar um novo gato (macho mas estando ambos capados) ao seu território fez com que se assanhasse muito. Mas durou muito pouco, estiveram separados durante dois dias, no terceiro fiz uma aproximação que não correu mal mas voltei a separá-los porque depois o Fuscas entusiasmava-se com as brincadeiras e podia aleijar o Temaki, que se tornava mais submisso, deitado a um cantinho.

Primeira aproximação não correu mal
Ameaça fantasma! :P o temaki na sua ignorância e o Fuscas a preparar o esquema...

E num sábado que estive em casa, logo cedo soltei-os e eventualmente o Fuscas tinha de se cansar de andar sempre a vigiá-lo pela casa ou de andarem a correr um atrás do outro (sem serem maldosos, daí eu estar presente caso ocorresse algo) e por isso, lá tiveram de dormir a sesta, exaustos e isso já foi um ponto positivo para se aproximarem. Com o tempo foram ficando mais amigos, dormir cada vez mais próximos... ou o Fuscas suportar a aproximação do Temaki e deixar-se ficar deitadinho no mesmo sitio. Já que o Temaki durante muitos meses viveu no gatil com, pelo menos, mais dois irmãos, então está habituado a mais afecto e companhia.

Fluffy

Agora continuam as correrias de sempre, todos os dias, dormem juntinhos ou simplesmente deixam-se ficar sentados ou deitados um ao pé do outro, dão banhos um ao outro e pronto, são amigos! Às vezes lá se ouve algum a queixar-se que o outro esticou-se e aleijou-o mas não passa disso e continuam nas brincadeiras mais soft... só palhaçada, é o que é!

Lol Temaki e Fuscas

É muito giro de se ver, mas como diz o título, parece que tenho filhos, pois o Temaki veio com uma otite, comecei o tratamento nele, entretanto as otites são contagiosas e depois o Fuscas também ficou com uma otite e já há algum tempo que de manhã e à noite, pego em cada um e toca a limpar as orelhas e aplicar gotas. Hoje lá voltei ao veterinário e troquei o método de limpeza e tratamento pois têm ácaros e tem de ser um produto específico para eliminar isso. Mas está num bom caminho. Venham os próximos 21 dias a aplicar os tratamentos! E vou sempre aprendendo coisas novas sobre gatos, já que antes do Fuscas a experiência era nula.

Cat board
Cat board! Calendário para não me perder com as limpezas, tratamentos, vacinações e destartarizações dos dois meninos

O Fuscas também já teve uma pequena feridazinha à frente do ouvido e usou o cone um tempinho para não ficar pior e esta foto mostra o miminho entre eles:

Amigos

As poses em casa:

Esfoliação
Fuscas: comprido e magrinho

Temaki
Temaki: mais curtinho e rechonchudo

Comentários